Botox na odontologia

Botox na odontologia

Toxina botulínica. Pode ser que esse nome pareça estranho para você, já que ela, na verdade, é conhecida pelas pessoas de outra forma: como botox. Ela é bem popular entre os tratamentos estéticos por retardar e disfarçar o surgimento de marcas de expressão, mas você sabia que também é usada por nós, dentistas?

Na odontologia, o botox pode ser utilizado para fins estéticos e também para tratar o bruxismo, corrigir o sorriso gengival e curar dores no rosto causadas por alteração na articulação. Entenda melhor:

Bruxismo
No bruxismo, o músculo utilizado quando mastigamos trabalha além da conta no período da noite, causando o atrito entre os dentes e, como consequência, seu desgaste. No tratamento convencional, são usadas placas noturnas que impedem o contato entre os dentes, mas essas placas podem atrapalhar na hora de dormir, o que não acontece com o botox.

Dor facial
É provocada por alterações na articulação que liga o maxilar à mandíbula, onde também está localizado um complexo sistema de músculos, ligamentos e ossos. Para tratar, a toxina botulínica é aplicada diretamente no músculo.

Sorriso gengival
Sabe quando alguém sorri e a gengiva fica muito exposta? Isso é chamado de sorriso gengival. Para tratar, a pessoa precisaria fazer uma cirurgia, mas com o botox o procedimento não é invasivo, sendo aplicada nos músculos responsáveis pelo sorriso e relaxando a musculatura.

Ficou com alguma dúvida? Comente aqui que a SIM responde!